Mensagens

A mostrar mensagens de Julho, 2016

Palavras afiadas

O meu coração entrou em autodestruição. É tão fácil a forma como algo tão simples nos consegue ferir. Gostar fere. Não gostar fere. Não querer fere. A morte fere. É nestes momentos que dá vontade de saltar o cemitério, desenterrar-te e esperar que estejas viva à espera de braços abertos para te dar aquele abraço forte que eu tanto preciso agora. Eu já não me reconheço, avó. Eu já não sou a Margarida sofre tudo por nada. Eu sou a Margarida que se cala e finge que está tudo bem tal como tu mostrava que estavas e na realidade estavas a morrer.
Não sei o que é o pior se é a minha preguiça de me levantar da cama ou se é a minha vontade de gritar e acabar com isto tudo.
Este sítio não é para mim. Eu preciso de sair daqui. Parece que a estrada tornou-se num cubículo de quatro paredes em que sou eu que estou encurralada.
Dorme bem

Ama

Mais um dia sem poder desistir. Acho que era justo fazê-lo tal como tu fizeste. Essa coisa de quando nos apaixonamos é tudo muito bonito mas eu não vim para amar com prazo de validade. Eu vim para sentir cada momento a teu lado, para te alegrar a vida. Não foi para me casar, foi para te lembrar que isso te espera um dia num futuro próximo e que o mais importante agora é aproveitar a vida. Acho que metemos demasiado na cabeça que devemos dar tudo por alguém e abdicar de tudo por alguém. Com esta idade? Nós sabemos lá o que é a vida e qual é a verdadeira necessidade de ter alguém junto de nós. Nós sabemos lá se as coisas foram feitas para durar. Nós apenas sabemos que somos meros turistas nesta vida de cruzeiros em que ora vemos grandes paisagens ora nos deparamos com grandes icebergs. Nós estamos feitos para aproveitar o momento, e não adiar aquilo que pode ser agora feita. Porquê esperar se pode ser agora? Se dá, porque não? A vida passa por nós à velocidade da luz e aí surge o arrepe…

Onde sentes?

Começo por dizer apenas que sou estúpida.
Estúpida porque criei na minha cabeça algo que pensava que iria resultar, até mesmo com as minhas complicações eu criei uma táctica até melhor que o 4-3-3 do Sporting.
Qualquer uma se apaixona seja por um idiota, seja por um atrevido, seja por um socialão. A verdade é que não conseguimos criar rótulos nas pessoas que digam "nem pensar, não". Quando acontece nunca estamos à espera. Para isto não foi exceção e por mais rapazes que existissem por aí eu quis-te a ti e eu digo isto da forma mais revoltada  possível, porque enquanto poderia ser uma coisa boa que me trouxesse grandes  alegrias, só traz coisas angustiantes que nem eu própria sei explicar. Eu não sei o que sinto. Uma soma de vontades de te esganar com vontades de te conhecer melhor, sorrir contigo e dar-te o que eu tenho de melhor. Não consigo perceber porque é tão complicado. Não sei porque assim do nada eu deixo de ser alguém que gostavas de falar. Não sei porque dá-te gozo…