Mensagens

Palavras afiadas

O meu coração entrou em autodestruição. É tão fácil a forma como algo tão simples nos consegue ferir. Gostar fere. Não gostar fere. Não querer fere. A morte fere. É nestes momentos que dá vontade de saltar o cemitério, desenterrar-te e esperar que estejas viva à espera de braços abertos para te dar aquele abraço forte que eu tanto preciso agora. Eu já não me reconheço, avó. Eu já não sou a Margarida sofre tudo por nada. Eu sou a Margarida que se cala e finge que está tudo bem tal como tu mostrava que estavas e na realidade estavas a morrer.
Não sei o que é o pior se é a minha preguiça de me levantar da cama ou se é a minha vontade de gritar e acabar com isto tudo.
Este sítio não é para mim. Eu preciso de sair daqui. Parece que a estrada tornou-se num cubículo de quatro paredes em que sou eu que estou encurralada.
Dorme bem

Ama

Mais um dia sem poder desistir. Acho que era justo fazê-lo tal como tu fizeste. Essa coisa de quando nos apaixonamos é tudo muito bonito mas eu não vim para amar com prazo de validade. Eu vim para sentir cada momento a teu lado, para te alegrar a vida. Não foi para me casar, foi para te lembrar que isso te espera um dia num futuro próximo e que o mais importante agora é aproveitar a vida. Acho que metemos demasiado na cabeça que devemos dar tudo por alguém e abdicar de tudo por alguém. Com esta idade? Nós sabemos lá o que é a vida e qual é a verdadeira necessidade de ter alguém junto de nós. Nós sabemos lá se as coisas foram feitas para durar. Nós apenas sabemos que somos meros turistas nesta vida de cruzeiros em que ora vemos grandes paisagens ora nos deparamos com grandes icebergs. Nós estamos feitos para aproveitar o momento, e não adiar aquilo que pode ser agora feita. Porquê esperar se pode ser agora? Se dá, porque não? A vida passa por nós à velocidade da luz e aí surge o arrepe…

Onde sentes?

Começo por dizer apenas que sou estúpida.
Estúpida porque criei na minha cabeça algo que pensava que iria resultar, até mesmo com as minhas complicações eu criei uma táctica até melhor que o 4-3-3 do Sporting.
Qualquer uma se apaixona seja por um idiota, seja por um atrevido, seja por um socialão. A verdade é que não conseguimos criar rótulos nas pessoas que digam "nem pensar, não". Quando acontece nunca estamos à espera. Para isto não foi exceção e por mais rapazes que existissem por aí eu quis-te a ti e eu digo isto da forma mais revoltada  possível, porque enquanto poderia ser uma coisa boa que me trouxesse grandes  alegrias, só traz coisas angustiantes que nem eu própria sei explicar. Eu não sei o que sinto. Uma soma de vontades de te esganar com vontades de te conhecer melhor, sorrir contigo e dar-te o que eu tenho de melhor. Não consigo perceber porque é tão complicado. Não sei porque assim do nada eu deixo de ser alguém que gostavas de falar. Não sei porque dá-te gozo…

#8

Imagem
Amanhã vou voltar à escola. Após um pequeno susto, um desmaio e um lábio perfurado já estou bem. É engraçado como só nos momentos de aflição as pessoas conseguem ser carinhosas, cuidam da pessoa, foi necessário um rio de sangue com uma pessoa no chão para haver chamadas de urgência para o 112 e gritos de aflição. Sempre fui muito saudável, nunca adoecia muito. Isto é apenas falta de hábito. Graças a Deus já passou, apesar de só conseguir comer com uma colher e não conseguir mastigar. Estás literalmente no teu pior,  Margarida. Até me custa a rir, eu que nem vangloriava de todo o meu sorriso, eu nem isso agora consigo. Se custa ser feliz agora isso transparece nos meus lábios. E só espero que não seje para sempre! 

#7

Imagem
"A atração é insuficiente para dar explicações, apenas é excelente para iniciar borboletas, formigueiro pelo corpo todo, beijinhos no pescoço, toques no profundo da pele e beijos no canto da boca. Pode não passar disso, mas isso não é o meu caso. Gosto de momentos vividos e não desperdícios de tempo para atormentar os meus dias. Sentir a melodia do momento a atravessar as minhas veias e todos os movimentos que os meus membros fazem por segundo. O coração farta-se de bater. É uma auto-estrada, de tal modo que passa a carinho. Quantas vezes disse que eras apenas especial e nada mais que isso? Quantas vezes eu disse que não quando queria dizer que sim? Quantas vezes eu fiquei calada junto de ti quando apenas queria tentar dizer algo ou mimar-te ou dizer algo interessante. Sabes que não tenho jeito para isso. De forma alguma. Apenas gostava que te lembrasses mais de mim, nem que fosse um simples olá. Não é amor mas está perto disso."

#6

"Quando se gosta não há desculpa. Não há falta de tempo. Não há cansaço, não há horas. Não há nada que nos impeça de estar ali, ao lado de quem se quer. Para além do trabalho, onde durante essas horas se bombardeia o objecto do nosso amor com mensagens infindáveis e lamechas, tudo o resto é contornável.A chuva e o sol aparecem quando devem, só para tornar cada momento mais especial. Toda a gente nos lê nos olhos e nos perdoa as ausências. Os amigos sorriem, estão felizes por nós. Nós estamos felizes. E o mundo sorri para nós.Dorme-se menos. Come-se a correr. Trocam-se horários. Desdobramo-nos em festas e situações, só para podermos fugir e ir ter com. É isso que nos faz acordar com um sorriso estúpido depois de 2h de sono. Não há motivos, não há doenças. Não há cafés nem há compromissos. Não há impossíveis, nem falta de dinheiro. Não há nada que nos separe. Só há vontade e borboletas. Conversa deitada fora, porque se quer conhecer mais e mais. Não há monólogos, só perguntas. Porq…

#5

Fiquei mais uma vez apaixonada pela escrita. Partilho aqui este pedaço:"Disseste-me que querias fazer uma coisa, mas que não querias levar um estalo. Eu perguntei o que era e tu respondeste que terias de me mostrar. Disse-te, então, que só saberias se e quando fizesses a tal coisa que não me podias simplesmente contar. Abraçaste-me, passados uns minutos (a ganhar coragem talvez?) sussurraste “por favor não me dês um estalo” e beijaste-me. Numa altura em que não conseguia parar de pensar nem 1 segundo, fizeste-me desligar os pensamentos menos bons durante bem mais do que isso.Não, não me apaixonei assim que te vi. Não, não fiquei irracional após o primeiro beijo. Não, não quis namorar contigo depois de uns quantos excelentes encontros com uns quantos excelentes carinhos. Mas quis a tua companhia assim que ouvi a tua voz pela primeira vez ao telemóvel, quis a tua amizade assim que me fizeste rir até chorar na primeira vez que fui a tua casa, quis mais noites depois daquela primeira…